segunda-feira, 20 de maio de 2013

Porque me faz feliz ser do F.C.P..

Porque, para além de ser o clube da minha terra, do meu coração e de me dar alegrias quase constantes, mostrou como "até ao lavar dos cestos ainda é vindima" e como todo o cantar de galo e festejos exageradamente antecipados do clube vermelho foram precipitados e, por isso, ridículos.
Até há umas semanas, eu considerava que o Benfica seria o justo vencedor do campeonato porque, de facto, tinha jogado muito e bem. Mas desde o exagero nos festejos antecipados da final da Liga Europa, passando pelo mediatismo doentio que ganhou nas televisões nacionais até à falta de razoabilidade em perceber que há sempre um adversário do outro lado para lhe fazer frente, o Benfica conseguiu passar uma imagem desgastada e ainda menos interessante do que poderia vir a ser. No final, o Porto, meio pela calada e como não quer a coisa, deu a volta e ganhou o que havia a ganhar. Por isto e porque o meu coração será - mesmo que sem exageros, nem reações doentias às vitórias e/ou às derrotas - sempre azul, estou muito feliz com esta vitória esforçada, lutada e, no final, muito merecida. Boa, Porto!

5 comentários:

W disse...

Sou do Benfica e, por culpa dos intervenientes do FCP, não vou muito à bola com o FCP. Mas, este ano, e depois da palhaçada toda que foi o final da época até acho que foi bem feito o que acabou por acontecer.

Desde que o Benfica passou para a frente do campeonato que se cantaram odes à equipa e que iam ganhar tudo e mais um par de botas. Depois de cada jogo era feita a festa do título... Mesmo alguns adeptos do FCP estavam resignados.
Lembro-me de uma conversa que tive em que me diziam que o Benfica já era campeão. Faltava o jogo com o Estoril e o jogo do Dragão e eu sempre a dizer que não estava nada ganho e que o Porto ainda podia ser campeão. Muitas vezes me apelidaram de falso benfiquista... o que é certo é que voltou a acontecer o mesmo que no ano passado. de 5 e 4 pontos de avanço, acabamos a 1 de distância.

Gostava de acreditar que a lição foi aprendida mas parece-me que para o ano, por esta altura, vai haver mais festa sem motivo...

Ah! E não adianta dizer que o Porto não é um justo campeão, porque uma equipa que não perde nenhum jogo, só pode ser uma justa vencedora.
Qualquer uma das equipas numa época "normal" teria sido campeã há muitas jornadas atrás.

Joana disse...

W, gostei da análise e da opinião sincera, sem fundamentalismos, que é o que menos prezo no futebol, mesmo! Parabéns pelo desportivismo e razoabilidade na visão das coisas. De "falso benfiquista" não terás nada; acho que falsos são todos os que vivem tudo antes do tempo, exageram nas previsões e não aprendem com os erros. Um deslize foi suficiente. De quase ganho passou-se num ápice a um cenário de tudo perdido. Enfim.
Haja benfiquistas (e portistas!) sensatos! :)

Sílvia disse...

Eu nem ia comentar mas depois de ler o comentário do W. não resisti. Parabéns pelo desportivismo e pela clareza de ideias. Se mais adeptos fossem como tu o futebol seria um desporto muito mais razoável e até saudável. Não há muitos assim.
Pela minha parte estou infinitamente feliz ou não fosse eu Portista com muito orgulho ;)

Joana disse...

Oh Sílvia, até nem ias comentar? O que escrevi não foi interessante ao ponto de merecer umas palavras tuas? ;)

Felizmente há pessoas sensatas que sabem viver a alegria do desporto de forma saudável! E o W. provou exatamente isso. Obrigada pela tua opinião e palavras, Sílvia! :)

Sílvia disse...

Nada disso, não foi isso que quis dizer. Mas quando não tenho assim nada de interessante para dizer prefiro estar calada do que dizer asneiras :)