segunda-feira, 3 de março de 2014

Ontem, a merda do cancro voltou a vencer uma luta.

Um grande amigo do J.
Uma luta de mais de um ano.
Uma longa expectativa que se anulou em segundos.
Duas crianças que perdem o pai.
Uma família derrotada para quem toda a luta de nada valeu.
Uma injustiça enorme.

E pronto, tudo se relativiza. Mais uma vez.




1 comentário:

MARIA REIS disse...

Noticia triste! Tenho também um odiozinho de estimação para com essa doença. Que já ceifou vidas próximas a mim.

bjs :(