quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Jantar, mamas e jovens confusas.

Acho que escolhi um título bem apelativo para vos dar vontade de continuar a ler este post, não? :)

Outro dia, durante o nosso jantar, ligámos a televisão na TVI (má ideia) e estava a dar o Secret Story, Casa dos Segredos, Desafio Final ou lá o que é aquilo. Estávamos apenas com aquilo como barulho de fundo (e ó se é barulho!) e a conversar tranquilamente sobre o nosso dia. Durante um silêncio nosso, ouviu-se nesse tal fundo: "Queres mesmo falar de mamas?". Olhámos os dois para a televisão e estava a haver uma das 3679 "guerras" verbais daqueles magníficos seres enjaulados e o tema era, precisamente, mamas. Estivemos a tentar perceber do que se tratava, mas só ouvíamos a palavra "mamas". Uma dizia que tinha posto mamas e a outra foi, logo a seguir, pôr mamas, por imitação (dá para pôr mamas por imitação? Como é isso?). Em resposta, a outra dizia que ela teve a consulta primeiro, por isso ela é que tinha sido a poineira na ideia de pôr mamas. A "amiga" disse que as mamas dela estavam bem melhores que as mamas da outra, que ficaram todas caídas. E disse que parecia uma "porca" na gala de domingo (mas não parecem todas? Estou confusa.). A outra disse que, por causa das suas mamas caídas, todos os homens olhavam para ela. A primeira riposta e diz que as mamas dela lhe valeram trabalhos (imaginamos logo que trabalhos) e um namorado. A outra diz que as mamas dela já lhe valeram trabalho e mais do que um namorado (Orgulho, hein?). E a coisa continuou até um ponto em que eu e o J. nos questionámos se estávamos a ouvir bem ou se estávamos, simplesmente, muito cansados. Aparentemente, aquilo aconteceu mesmo.

Eu podia dizer tanto sobre isto, mas acho que é escusado. Tudo o que disser, será de menos para poder avaliar tamanha intelectualidade. Só vos digo isto, meus amigos leitores: anda meio mundo a debater guerras, religiões, culturas e afins e, afinal, há um assunto desta magnitude ali, mesmo à mão de semear, numa TVI perto de nós. Shame on us!

(Se quiserem ver, está aqui. Mas pensem bem antes.)


5 comentários:

Maria Varredora Pau de Vassoura disse...

Umas vezes dá para rir, outras fica-se estupefacto a olhar. Eu acho que a maioria das coisas são encenadas para chocar... e assim se ganha audiência! :)

Anónimo disse...

Vai o nosso governo implementar estágios para os desempregados... quando afinal as "mamas" é que promovem trabalho! Toca a pôr "maminhas" para pôr a economia a mexer! ;) E não só!
Ângela

Joana disse...


Maria,

Olha que eu cá acho que não é encenado... infelizmente, acho mesmo que aquilo lhes sai espontaneamente (aos concorrentes), já é a natureza deles... o que facilita muito a vida a qualquer produtor da TVI, concordemos... :D

Ângela, maminhas para pôr Portugal a mexer... hummm... isso dava um belo debate! :D :D

Beijinhos às duas e bom fim de semana!

JAY disse...

Hum... Desculpem, mas discordo... Por haver tanta "mama" é que o país está como está...

Joana disse...


Jay, mas essa é outra "mama", que não tem cenas falsas lá pelo meio... ou tem? :P