sexta-feira, 5 de abril de 2013

Os condutores de rotundas.

Eu sei que sou, por si só, estranha e, por isso, este post não vos deve deixar com grande estranheza em relação à minha pessoa, mas eu desenvolvi uma teoria sobre alguns condutores.
Para mim, é muito claro que existem condutores de rotundas, isto é, pessoas que são cromas a conduzir no geral, mas que são estupidamente nabiças nas rotundas. O que caracteriza estes seres? Ora bem, entre os nabiceiros de rotundas temos aqueles que o são sem o saberem e que acham que estão a fazer tudo conforme manda a lei - os nabiceiros por natureza - e os outros que se fazem passar por isso, com o intuito de bater (melhor, serem batidos) para arranjar aquela suposta batidela que não estava lá para ser arranjada há séculos e que só apareceu com o leve toque dado agora na rotunda - os nabiceiros por chico-espertice.

Os nabiceiros por natureza são aqueles que circulam sempre pela direita - porque se deve circular sempre pela direita, sem exceções, assim lhes ensinou algum instrutor bêbedo -, que saem nas suas saídas sem dar sinal que indique a quem vai atrás deles ou quem está na próxima entrada na rotunda o que esperar daquele veículo, e aqueles que circulam sempre no meio da rotunda com o pisca para a esquerda. Quanto a estes, parece-me que são casos perdidos e nada mais há a fazer. Buzinar e insultar não resulta, porque eles irão alegremente continuar a fazer a sua viagem, colados ao volante, sem olharem para o lado ou para qualquer outra coisa que não seja a frente, enquanto ouvem uma rádio regional a passar músicas de há 30 anos.

Os nabiceiros por chico-espertice são os piores e só me apercebi deles quando, há tempos, estive a falar com um elemento da GNR, que é pai de um dos meus alunos. Ora, estes seres são aqueles que se fazem de desentendidos e circulam sempre pela direita; não porque não saibam que não é assim que se circula, mas porque têm a intenção que lhes batam no carro. E saem sempre a ganhar, sabem porquê? Porque a lei portuguesa define cegamente que quem circula à direita tem sempre prioridade - mesmo nas rotundas. Por isso, por toda a razão do mundo que tenham, se baterem numa rotunda num carro à vossa direita, a culpa, mesmo não sendo, será sempre vossa, que circulam corretamente na faixa do meio e estão a preparar-se para fazer a aproximação à direita para sairem na saída seguinte. Como sempre, nestas coisas, há sempre quem seja esperto e desempenhe este papel de "cromo" para ter direito a algum arranjo no carro. Reparem bem da próxima vez e vejam lá se, por vezes, quem faz estes papéis, não é gente nova, com carros novos batidos ou com carros velhos a precisar urgentemente de uma "cirurgia".

Portanto, acho que estamos de acordo que a minha teoria faz sentido e tem razão de ser. Estes seres existem e não são "farinha do mesmo saco". Entre uns e outros, acho que tenho mais dificuldade em suportar os últimos, porque detesto pessoas com manha; vendo bem, os primeiros, depois de uma fase inicial de enervamento, até me divertem. E palhaços por palhaços, prefiro sempre os que me fazem rir.

5 comentários:

Eduardo disse...

TBD
aranjada -> arranjada
Eu sou um chato, eu sei.

Eduardo disse...

Geralmente, esses casos são aqueles que me fazem soltar um palavrão e muitas vezes insulto também as mães deles que não têm culpa nenhuma :)

Joana disse...

Certíssimo, sê assim, à vontade. Vou Já está devidamente corrigido. Obrigada. :)

Joana disse...

Certíssimo, sê assim, à vontade. Vou Já está devidamente corrigido. Obrigada. :)

100manias disse...

Eu faço um bom uso da buzina quando me aparece gente dessa! Irrita-me muito!!