sexta-feira, 12 de abril de 2013

Eu ouvi bem? (Para bem dispor para o fim de semana)

Digam-me lá se este dístico de protesto dos profissionais do setor da restauração não é uma das últimas coisinhas mais cómicas que já ouviram (e que, certamente, demorou muitas horas e precisou de muitas cabeças de génio):

"OS IMPOSTOS SÃO COMO O SAL / EM EXCESSO FAZEM MAL!"
(imaginar isto a ser gritado por dezenas de pessoas medianamente enfurecidas)


Ãhn? Digam lá se valeu ou não valeu a pena virem aqui espreitar o estaminé. Esta obra de arte, para além de não respeitar a métrica, tem uma comparação de gabarito (ou, como diria Jorge Jesus, "galarito"), que nem o mais entendido dos poetas conseguiria produzir.
Impecável. Clap, clap, clap aos senhores da restauração! Haja mais artistas destes!


3 comentários:

W disse...

Não sabia que havia uma frase nova na nossa praça. Mal posso esperar pela próxima manif para ver como se isso soa como me puseste a imaginar xD

Eduardo disse...

Impostos são como a pimenta. No dos outros é refresco. Não rima mas é burlesco.

Joana disse...

:D Muito bom! :D