segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Se hoje é segunda feira, está explicado.



Está explicado por que é que eu hoje, logo de manhã, no reinício de tudo depois das férias, tive uma pessoa a pedir informações sobre preços e a lamuriar-se durante cinco minutos sobre o quão alto e diferente o preço é da concorrência, que os outros têm mais isto e oferecem mais aquilo, bla bla bla.

Está explicado porque é que a senhora não se calou e estava a testar a minha paciência até quase ao limite.

Está explicado o porquê de esta senhora ter aparecido logo hoje. Está explicado: é segunda feira, tive a minha paciência a teste e acho que passei com alguma distinção. Sem fazer afronta e terminando com um inspirador "qualquer que seja a sua decisão, amigas na mesma".
[No fundo, não é bem assim, porque eu não gosto que me comparem a outros que não fazem o mesmo que eu e que não têm os mesmos serviços, mas como já estou habituada a que os pais e avós desta vida andem enganados em relação àquilo que as suas crianças andam a fazer nas ocupações de tempos livres... não me surpreende, nem gosto que me afete.]

Eu sei que este esquema do "mas a concorrência ainda oferece isto e faz mais aquilo" é o pão nosso de cada dia em todo o lado e que metade é bluff. Mas incomoda. Sobretudo a uma segunda feira. Pior se for a primeira depois das férias.

(Respira fundo, Joana. Respira fundo.)


2 comentários:

Vicky disse...

Simples: Vá à concorrência mas depois não se queixe. Há pessoas irritantemente estúpidas.

Joana disse...

Neste caso, acho que vou "perder" para a concorrência, mas vivo bem com isso. Há quem tenha capacidade de distinguir as coisas, há quem não. É como tudo. E a incapacidade de perceber "nãos" é uma coisa que me faz muita confusão. Para quê tanta insistência? Isso não resulta por aqui. Os preços não são nada altos, não são nada desfasados e são até bem justos, quer para quem paga, quer para quem eu quero ser justa a pagar.
Enfim...