segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Estou em baixo (e este post não é daqueles mais interessantes, fica o aviso).

Tenho saudades minhas. Daquilo que eu era. Da minha alegria, de ver tudo com otimismo, de estar sempre a brincar e a sorrir, de estar sempre só rodeada de quem eu queria estar rodeada e sobretudo de ter muitos planos. Neste momento, tudo isto está parado e em incógnita. E eu, que mesmo assim ainda sorria, já só tenho vontade de me deixar estar e já não reajo. Ou até sim, mas vindo a fazê-lo, receio por saber que posso estragar tudo.
Tenho saudades do que eu era, definitivamente. O meu ontem, por momentos, iria ter dificuldades em reconhecer o meu hoje.



2 comentários:

MARIA REIS disse...

Todos temos momentos assim.
O que eu sei é que não duram para sempre. ( força!) : )

Joana disse...


Boas palavras (e verdadeiras, de facto). Não há mal que sempre dure! ;) Tudo bem mais tranquilo por agora.

Um beijinho e obrigada! :)